09/10/2019

9ª edição do Ciclo de Palestras sobre o Autismo do IA&V em Porto Alegre

O Instituto Autismo & Vida promove nos dias 30 de novembro e 01 de dezembro de 2019 a 9ª edição do Ciclo de Palestras sobre o Autismo no Teatro CIEE-RS, em Porto Alegre.

Mais uma vez, convidamos palestrantes recheados de conhecimento teórico e prático para compartilhar com pais, familiares, profissionais, estudantes e interessados pelo tema. Serão dois dias de evento e ao final de cada um teremos uma mesa redonda com os palestrantes convidados.

VAGAS LIMITADAS! Haverá certificado para aqueles que obtiverem 75% de presença.


INVESTIMENTO

2º LOTE:
R$ 70 (1 dia)
R$ 125 (2 dias)

3º LOTE:
R$ 80 (1 dia)
R$ 150 (2 dias) 

INSCRIÇÕES

1. Preencha o formulário disponível abaixo (ou clique aqui para preenchê-lo)



2. Deposite o valor da sua inscrição na conta abaixo:

Titular da conta: INSTITUTO AUTISMO E VIDA
Banco: Banrisul
Agência: 0845
Conta-Corrente:  06.128869.0-7
CNPJ: 14.717.865/0001-88

3. Envie o seu comprovante de depósito para eventos@autismoevida.org.br

4. Aguarde a confirmação da sua inscrição.

PALESTRANTES

ANDRÉ BRANDALISE, Bacharel em Música (UFRGS), Especialista em Musicoterapia (CBM-RJ), Mestre em Musicoterapia (NYU, EUA) e PhD em Musicoterapia (Temple University, EUA). Nesta última universidade foi bolsista por dois anos como professor-assistente, exercendo as funções de professor e supervisor. É um dos fundadores da AGAMUSI (Associação Gaúcha de Musicoterapia) a qual presidiu de 1999 a 2003.  Integra o conselho editorial da Revista Brasileira de Musicoterapia. Brandalise é diretor-fundador do Centro Gaúcho de Musicoterapia (vinculado ao Instituto de Criatividade e Desenvolvimento-ICD), em Porto Alegre, onde trabalha como clínico, supervisor, pesquisador e orientador com pessoas com transtorno do espectro do autismo (TEA), Síndrome de Down e transtornos neurológicos. É autor dos livros “Musicoterapia Músico-centrada” (2001) e “I Jornada Brasileira sobre Musicoterapia Músico-centrada” (2003). Este último como organizador. Tem sido convidado a expor seu trabalho em vários estados do Brasil, na Argentina, no Uruguai, no Chile, na Colômbia e nos Estados Unidos, publicando artigos no Brasil, nos Estados Unidos, na Argentina e no site norueguês “Voices”.

CARMEM GOTTFRIED, Professora Associada da Universidade Federal do Rio Grande do Sul; Possui graduação em Farmácia pela Universidade Federal de Santa Maria, Mestrado em Bioquimica pela UFRGS e Doutorado em Bioquimica pela UFRGS, com bolsa sanduíche na Universidade de Newcastle, Austrália; Pós-Doutorado no Institut du Fer à Moulin, INSERM-UPMC, Sorbonne Université - Paris, France; Consultora ad hoc de agências de fomento e revisora de períodicos da área. Coordenadora do Grupo de Pesquisa em Plasticidade Neuroglial - PNG (www.ufrgs.br/png); Membro fundador do Grupo de Estudos Translacionais em Transtornos do Espectro do Autismo (GETTEA). Possui colaboração com pesquisadores de instituições nacionais e internacionais (Australia, Inglaterra e França); Tem experiência na área de Bioquímica, com ênfase em Neuroquímica, atuando principalmente no Estudo do Autismo.

FELIPE KALIL NETO, graduado em Medicina (ULBRA), Especialista em Neurologia Infantil no Hospital São Lucas da PUCRS, Especialista em Epilepsia e Eletroencefalografia no Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Pós-Doutorado (em andamento) e Doutorado no Programa de Pós-Graduação em Pediatria e Saúde da Criança da PUCRS. Membro do Departamento Científico de Neurologia da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). Instrutor do módulo de neurologia do conceito neuroevolutivo Bobath. Atualmente, é pesquisador do Instituto do Cérebro (InsCer) do Rio Grande do Sul e atua como neurologista infantil no Hospital São Lucas da PUCRS e no Hospital Moinhos de Vento.

OTÁVIO ABUCHAIM, diagnosticado com Autismo, jornalista, músico, ativista cultural. Realiza trabalhos em linguística e é um estudioso do Autismo.

RUDIMAR RIESGO, Neuropediatra e Especialista em Epilepsia e EEG pediátrico. Mestrado e Doutorado em Pediatria (UFRGS). Fellowship trainning em EEG e epilepsia no Miami Children's Hospital (FL/USA). Membro da International Child Neurology Association, da International Society for Autism Research e da Academia Iberoamericana de Neuropediatria. Organizou dois livros e escreveu outros diversos capítulos no campo da Neuropediatria. Professor de Medicina do Departamento de Pediatria da UFRGS. Professor do Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e do Adolescente (UFRGS). É Chefe da Unidade de Neuropediatria do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (http://www.ufrgs.br/neuropediatria).

VANESSA FREITAS NASCIMENTO, Pedagoga, Psicopedagoga Clínica e Institucional. Neuropsicopedagoga com ênfase em educação inclusiva. Especialista em Atendimento Educacional Especializado e Inclusão e Diversidade. Professora nas Salas de Recursos nas redes privada e pública. Ministra aulas em especializações, palestras, cursos e grupos de estudos.

WILLIAN CHIMURA, diagnosticado com Síndrome de Asperger (TEA), programador, youtuber e mestrando em Informática para Educação pelo IFRS. Conduz pesquisas que investigam como artefatos tecnológicos (aplicativos e jogos) podem contribuir para avaliação e aprendizagem de crianças com TEA.

9ª edição do Ciclo Permanente de Palestras sobre o Autismo
Data: 30 de novembro e 01 de dezembro, horário a confirmar
Local: Teatro CIEE-RS (Rua Dom Pedro II, 861 - Porto Alegre/RS)




REALIZAÇÃO



08/10/2019

Reunião de Pais, Familiares e Colaboradores | 09/11/2019 | Roda de conversa "Vamos falar de escola: Autismo e Inclusão Escolar"

Aproveitando a chegada de mais uma época de matrículas e transferências escolares, o Autismo & Vida convida a todas e todos para relembrar a importância do debate constante acerca da inclusão escolar.

Participneste sábado dia 09 de novembro da roda de conversa aberta ao público "Vamos falar de escola: Autismo e Inclusão Escolar", com a mediação de Ana Paula Kohlmann, Pedagoga, mãe de um jovem com Autismo, sócio-voluntária e Diretora Executiva do Autismo & Vida.

Mães, pais, familiares, profissionais, estudantes e interessados estão convidados a estarem conosco nesta atividade.

Após a roda de conversa, das 16h às 17h, faremos mais uma edição do nosso Abraço! Este projeto do Autismo & Vida é um espaço de acolhimento e troca de experiências que está sendo realizado na própria AMRIGS, mensalmente, logo após a atividade temática.

O evento é gratuito e não precisa de inscrição prévia: basta chegar e participar!

O Autismo & Vida (IA&V) é uma Associação sem fins econômicos e um dos nossos princípios institucionais é o pluralismo de ideias e pensamentos, o que nos coloca abertos a diversidade de conteúdos em nossas palestras realizadas por diferentes profissionais. No entanto, o que for proferido em cada evento é de inteira responsabilidade do palestrante e não necessariamente retrata o posicionamento do IA&V.

Roda de conversa "Vamos falar de escola: Autismo e Inclusão Escolar"
Data: 09 de novembro de 2019, das 14h às 16h (Projeto Abraço logo após)
Local: AMRIGS (Avenida Ipiranga, 5311, Porto Alegre/RS)



Piquenique Autismo & Vida em Nova Santa Rita


*Em caso de chuva, o evento será transferido.

Está chegando mais uma edição do Piquenique Autismo & Vida, que dessa vez acontece na cidade de Nova Santa Rita. Será no domingo do dia 10 de novembro, a partir das 14h.

Uma tarde de lazer e diversão para toda família! Traga sua cesta e vamos compartilhar mais esse momento juntos.

Piquenique Autismo & Vida
Data: 10 de novembro de 2019, 14h às 17h30min
Local: Parque Olmiro Brandão (Nova Santa Rita/RS)
EVENTO GRATUITO

30/09/2019

Nota contrária ao PL 3803/2019

O Instituto Autismo & Vida posiciona-se contra o PL 3803/2019, que Institui Política Nacional para Educação Especial e Inclusiva para atendimento às pessoas com Transtorno Mental, Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), deficiência intelectual e deficiência múltipla. Entendemos que o referido projeto é inadmissível na forma como foi proposto. Está em dissonância com a legislação pátria e os direitos conquistados em duros movimentos da sociedade civil organizada, e  representa um retrocesso, na medida em que segrega novamente as pessoas que necessitam do atendimento educacional especializado.

O projeto, em seu Art. 6°, estabelece a implantação ou readaptação dos "Centros de Convivência" com o objetivo "de promover educação, saúde, lazer, cultura e capacitação das pessoas com TEA, deficiência mental e deficiência múltiplas", sem esclarecer se os referidos centros seriam escolas especiais, onde crianças e/ou adolescentes seriam "colocados" de forma compulsória, cerceando o direito de escolha deles e de suas famílias. A educação é voltada para adquirir conhecimentos, e a escola não é um local para atendimentos médicos e terapias. Além disso, pessoas com TEA, deficiência intelectual e deficiência múltipla possuem capacidade para atingir o ensino técnico e superior, ou seja, prosseguir além da educação básica.

Lutamos pela inclusão em todos os ambientes. Escola é o espaço da educação, clínicas e consultórios o espaço da saúde. E centros de convivência precisam ser criados e multiplicados como espaços da assistência social que atendam às necessidades das pessoas adultas com deficiência. Atendimento integrado nestas áreas é importante, mas os atendimentos de todas as áreas num único local, exclusivo, é o retorno da segregação social, violando princípios da Convenção Internacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência.